quarta-feira, 25 de Novembro de 2009

Como já é sabido os alunos da Oficina mostram alguma aptidão para a poesia :) Desta vez usamos alimentos e guloseimas como fonte de inspiração!

Fiz uma casarona
Com um maduro abacate
Tapei-a com uma azeitona
Recheada de chocolate

Pus-lhe uma janela
De folha gelatinada
E pus-lhe uma porta
Muito apimentada

Pus-lhe uma goma
Na chaminé
De fazer inveja
Ao vizinho José

Pela minha casinha
Os ratos mostram desejo
Principalmente pelo chão
Coberto de muito queijo

André Calhelhas e Jorge Lopes, 6º C

terça-feira, 17 de Novembro de 2009

quarta-feira, 21 de Outubro de 2009

Provas de Aferição 2010

É verdade... já começamos a preparar o terreno para os bons resultados das provas de aferição de 2010.
Estamos a explorar materiais e a resolver alguns exercicios modelo.
Já sabem que podem consultar as provas de aferição de 6º ano já aplicadas no site do GAVE.

quarta-feira, 30 de Setembro de 2009

Jogo de Rimas

Na sessão de 4ª feira, os alunos do 6º ano aperfeiçoaram os seus textos em rima. Este tipo de actividade desenvolve a criatividade e potencia o uso do dicionário, o que permite desenvolver o dominio vocabular dos alunos.
A actividade teve a duração de duas sessões, começou pela escolha das terminações, seguindo-se a listagem de palavras com essa mesma terminação. Depois foi só dar largas à imaginação! :)
Estes foram alguns dos textos resultantes...

Vicente caloteiro

O Vicente
É mau cliente.
Paga as despesas revezadamente.
No outro dia comprou um pente,
E era mesmo altamente!
Mas o amigo Vicente,
Disse que estava doente
E deixou a conta pendente.
O merceeiro descontente,
Ameaçou-o com uma corrente!
Então o nosso Vicente
Arranjou dinheiro rapidamente
E saldou a dívida imediatamente.

Texto conjunto: Jorge Lopes e Vitor Pontes, 6º C

Num dia feliz
Encontrei o senhor
juiz
Que me apontou o dedo ao
nariz
Dizendo que me tinha visto ao pé do chafariz
A depenar uma
perdiz!
E eu o que fiz?
Disse-lhe que era aprendiz,
E que pensava que era antes uma
codorniz

Luís Serrano 6ºA


O Sr. Amado
Estava
enjoado
E por isso foi comer um
gelado.
Mas começou a andar de
lado
E foi chocar com um amontoado.

Então o Sr. Amado ficou em casa enroscado.
E só depois de ter
melhorado
Voltou a correr no relvado.

Jorge Lopes 6ºc

terça-feira, 29 de Setembro de 2009

Abecedários Loucos!!

Na sessão de 3ª feira, os alunos de 5º ano criaram Abecedários Temáticos. É uma actividade que desenvolve a criatividade e enriquece o vocabulário. Eis o resultado...

Águeda fica no Norte
Bolqueime no Alentejo
Coimba tem sete colinas
Dipo nome romano de Elvas
Espinho é á beira-mar
Faro também a quer imitar
Guarda vê neve a cair
Horta fica numa ilha
Ílhavo è beira do rio
Já agora salto esta letra cidades com ela não há!
Leiria com seu Castelo
Mealhada com bom leitão,
Nehuma cidadade tem como
Ovar um Carnaval!
Porto é terra de boa mesa,
Queluz foi lugar de realeza,
Rio Maior de nobreza.
Seia é terra de requeijão,
Tomar de rico pão.
Última letra não será que cidade não terá!
Vila do Conde bonita e espraiada,
Xira é vila abençoada.
Z... é uma letra que nas cidades não se vê!

David Simões e Bruno Pedro - 5º C

quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

Bom regresso às aulas!


Cá estamos nós de volta à escrita!

Esperamos que este ano consigamos manter actulizado este nosso cantinho, pois não queremos que percam pitada das nossas actividades!

Até breve!

terça-feira, 9 de Junho de 2009

Animais nossos amigos

Os alunos do 5º ano de escolaridade participaram numa iniciativa bastante interessante, relacionada com a escrita criativa.
Em contexto de sala de aula exploraram o livro "Animais Nossos Amigos" de Afonso Lopes Vieira, após terem realizado uma visita de estudo à Biblioteca Municipal Afonso Lopes Vieira. Lá ficaram a conhecer um pouco mais sobre a vida do poeta leiriense e entusiasmados com isso, reolveram elaborar eles mesmos textos poéticos sobre animais, inspirados no livro trabalhado em aula.
O resultado é um conjunto de textos que se encontra exposto no Átrio da Sala Infantil da Biblioteca Municipal.
Porque consideramos o trabalho realizado um exemplo de qualidade, aqui ficam alguns deles.

O BOI

O boi ajuda na horta o agricultor
E nas explicações do professor!
Ajuda o agricultor a fresar,
E o professor a ensinar!

O boi pobrezinho
Trabalha sem parar
O agricultor com pena
Põe-no a descansar

De tão forte que é
Puxa carroças sem parar
E o agricultor ajuda-o a carregar
A lenha que há-de apanhar.

O boi gosta de ajudar
O agricultor a trabalhar
Logo à noite irá dormir
Quando o dono o dispensar.

Mas que sabemos nós na cidade
Sobre os bois a trabalhar?
Pouco ou nada, é verdade.
Tivemos de pesquisar!

Dissemos ao professor:
“Não havia outra maneira”
Mas logo ele nos deu para a mão
Os poemas de Afonso Lopes Vieira.